fbpx

Câmara/Somos contra o aumento de salário do prefeito

De forma surpreendente, às vésperas de encerrar o ano, a Câmara Municipal aprovou nesta segunda-feira, dia 21, reajuste de 46% nos salários do prefeito Bruno Covas (PSDB).

Com o aumento, o prefeito passa de R$ 24 mil para R$ 35 mil por mês a partir de janeiro de 2022.

Também serão reajustados os vencimentos do vice-prefeito que vai ganhar R$ 31 mil e os secretários que passarão a receber R$ 30 mil.

O projeto de lei é de autoria da mesa diretora da Câmara. O aumento ainda deve voltar ao plenário para segunda votação antes de seguir para ser sancionado pelo próprio prefeito.

O aumento aprovado pela base governista tem impacto na folha de pagamento de algumas categorias do funcionalismo público. Ele tira a trava e amplia o teto que, por lei, é baseado no valor do salário do prefeito.

A gestão tucana tão zelosa pelos gastos públicos, principalmente nas áreas sociais, não demonstra a mesma atitude quando o assunto é beneficiar as remunerações dos altos cargos da administração municipal.

Nesta primeira votação, votei contra. E a bancada do PT também se posicionou contra. E na segunda votação nesta quarta-feira (23) estaremos novamente juntos contra. Nestes tempos de pandemia nada justifica esse reajuste.