fbpx

A justa homenagem ao Padre Júlio

Com porcentagem recorde de 90% das indicações, Padre Júlio Lancellotti recebe na sexta-feira, 11 de dezembro, o 7º Prêmio de Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns.

A homenagem instituída pela Prefeitura de São Paulo concede anualmente o prêmio a personalidades indicadas em votação por atuação na defesa dos Direitos Humanos.

Pároco da Igreja São Miguel Arcanjo, na Mooca, e Coordenador da Pastoral do Povo de Rua, Padre Júlio é a voz mais destacada na defesa dos direitos dos moradores em situação de rua, dependentes químicos e transsexuais da cidade de São Paulo. 

Sua cobrança por políticas públicas dos governantes tem provocado reações contrárias e contundentes por parte de setores retrógrados. Ele chegou a receber ameaças de morte.  

Há dois meses, Padre Júlio recebeu a solidariedade do Papa Francisco. Em telefonema, o sumo pontífice pediu para ele não esmorecer na defesa da população mais pobre e abandonada.

Nosso mandato é testemunha fiel da luta incansável do Padre Júlio em defesa da população mais vulnerável. É uma justa homenagem.

Parabéns, Padre Júlio!