fbpx

Descaso do governo Bolsonaro mantém agências do INSS fechadas em SP

Após seis meses com atendimento remoto, agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) reabriram suas portas hoje (dia 14) em alguns estados do Brasil.

Em São Paulo, por decisão judicial, as agências não podem retomar os seus trabalhos presenciais enquanto não for apresentado um plano de segurança eficaz e seguro, que inclui as testagens de todos os servidores.

A decisão do Tribunal Regional Federal acatou ação do Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e da Previdência Social no Estado de São Paulo que argumenta que não existem condições sanitárias seguras para a volta do atendimento presencial.

Esse impasse reforça mais uma vez o descaso do governo Bolsonaro com a pandemia da Covid-19. O retrato da negligência do governo federal pode ser traduzido no fato de que desde maio o País não tem ministro da Saúde. 

Esse intervalo em que as agências estiveram fechadas foi mais do que suficiente para as necessárias adaptações e remodelações dos espaços físicos para a volta dos serviços presenciais, principalmente as perícias médicas.

Com as agências fechadas, muitos segurados enfermos ou debilitados e que dependem dos laudos dos peritos para receber seus benefícios, como o auxílio doença, se frustraram nesta segunda-feira.

Apesar do INSS informar que as agendas terão que ser remarcadas pelo telefone 135 ou pelo site meu.inss.gov.br não há data prevista para a reabertura em São Paulo.