fbpx

Covas – Devolva os nossos salários, devolva nossa dignidade!

Abaixo assinado contra o corte de recursos e salários na Assistência Social e na Educação da cidade de São Paulo.

     Em documento oficial da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) os gestores da rede socioassistencial e as Organizações da Sociedade Civil foram surpreendidos com a indicação de redução de verbas para todos os serviços prestados.

      Infelizmente CORTAR GASTOS durante a crise do COVID-19 não é novidade para a Prefeitura de São Paulo, uma vez que pratica muito semelhante já havia sido adotada na educação no mês de abril. Enquanto as pessoas estão desempregadas e passando fome em São Paulo, o desgoverno Covas bate bola com o governados João Dória e só pensa em cortes, diminuição de despesas e assim abandona a população da cidade.

    Esse movimento de CORTE DE GASTOS, CORTE DE SALÁRIOS E DIMINUIÇÃO DOS SERVIÇOS é uma demonstração de falta de sensibilidade social da gestão Covas. Certamente um governo que não pensa nas pessoas.

     Segundo a prefeitura, toda dedução de gastos será resolvida por subsídio do governo federal (Bolsonaro), no entanto, a gente sabe muito bem o que o Bolsonaro e seu governo pensam em relação a ajudar as pessoas. É só olhar para o auxilio emergencial que além de ser NEGADO para a maioria dos brasileiros, demora para cair na conta das pessoas.

    Ou seja, a resposta da Prefeitura para a necessidade das pessoas é BUROCRACIA, porque as entidades terão que aderir ao programa do governo federal que, dizem, irá complementar a diferença retirada pelo municipio. Além do corte imediato na verba municipal essa ação da Secretaria de Assistência ainda exigirá das entidades um complexo e burocrático processo de adesão, ao qual, a entidade ainda pode não conseguir o subsidio.

     Importante lembrar que não faltam recursos, uma vez que a Câmara Municipal aprovou remanejamento de verbas na casa de 1.2 BILHÕES de reais para o enfrentamento da pandemia. Bruno Covas está aproveitando a crise sanitária do país para fechar creches, centros de acolhimento e serviços de infância e juventude. Precisamos combater esse absurdo.

       A Prefeitura PRECISA assumir o seu papel de liderança durante essa crise.

     A prefeitura de São Paulo PRECISA tomar atitudes de amparo e acolhimento de sua população.

             Não ao CORTE DE VERBAS E SALÁRIOS dos funcionários conveniados.
             Não ao A DIMINUIÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE ASSISTÊNCIA e EDUCAÇÃO.

     Se você apoia essa iniciativa, vem conosco e assine essa petição, para que ela possa ser levada aos outros vereadores e ao prefeito como um CHAMADO DA SOCIEDADE para a boa gestão e a solidariedade. 

 

Formato esperado (xx) xxxxx-xxxx

                                                      COMPARTILHE