Investir no SUS é a nossa proposta para combater o Covid-19 no país

A pandemia do Coronavírus no Brasil vai refletir a profunda desigualdade social do país. As regiões mais pobres, pessoas que não têm acesso à estrutura sanitária e estão mais vulneráveis socialmente serão as primeiras a estarem mais expostas à contaminação. Os trabalhadores da saúde pública também vão precisar de estrutura e proteção para garantir o atendimento à toda população.

Para uma solução coletiva no enfrentamento à doença, apresentamos três propostas de combate ao Covid-19 em âmbito nacional. A primeira é o investimento no Sistema Único de Saúde, o SUS.

Em 2016, durante o governo de Michel Temer, lutamos para que o Congresso não aprovasse uma Emenda Constitucional, que acabou sendo aprovada e, hoje é o maior entrave na luta contra a crise do Coronavírus: estou falando da Emenda Constitucional de número 95, que limita os gastos do Governo Federal com a Saúde até 2036.

Essa Emenda está sendo a responsável pelo desaparelhamento do SUS ,que vem ocorrendo também durante o governo Bolsonaro e agora tem deixado, corajosos profissionais, enfrentando essa crise por amor ao seu trabalho, pois estão com proteção e materiais limitados.

Não são poucas as denúncias de enfermeiros, atendentes e médicos, preocupados com a situação de risco que estão atuando nos principais hospitais do Brasil. Os profissionais precisam trabalhar e não serem contaminados e ficar em quarentena por falta de equipamentos de trabalho.

Em São Paulo não tem sido diferente.

Por isso, o Governo Federal precisa acabar com esta Emenda Constitucional de forma urgente e responsável, porque o SUS é a única alternativa que temos no combate clínico desta crise.

O SUS é nossa salvação.