Prefeitura sinaliza fim dos cursos profissionalizantes

A gestão Bruno Covas (PSDB) sinaliza o fechamento dos 14 cursos profissionalizantes do programa CEDESP (Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo), mantidos em parcerias da Prefeitura com entidades.

Recentemente, a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMADS) publicou edital para renovar os convênios desses serviços.

As entidades entregaram os planos de trabalho, assim como toda a documentação. No entanto, de forma repentina e contrariando parecer do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), que coordenou o processo, a SMADS suspendeu a renovação.

Para não deixar lacuna, a Secretaria está convidando entidades a assumirem os convênios sem chamamento público e contratos emergenciais até 31 de dezembro. A partir do próximo ano, não há garantias de continuidade desse serviço, com o fechamento de 3 mil vagas.

Dois decretos deste ano da gestão Bruno Covas (nº 58.665 e 58.725) colocaram em risco o prosseguimento desses serviços, mas após mobilização foram mantidos. Os serviços socioassistenciais oferecidos pelo CEDESP atendem hoje 11.540 jovens e adolescentes em 58 unidades espalhadas pela cidade.