Nota Juliana Cardoso sobre Retirada de Material Didático Rede Estadual Educação pelo governador Doria

Afim de agradar setores conservadores, o governador João Doria mandou recolher apostilas destinadas a alunos da 8ª série da rede estadual alegando que as mesmas traziam conteúdo inadequado.

Trata-se de uma apostila de ciência que explica as diferenças entre sexo biológico, identidade de gênero e orientação sexual.

Sucumbindo a mais insana patrulha pedagógica que vivemos nesses últimos tempos, Doria foi ao Twitter afirmar que o conteúdo da apostila era inadmissível e que não compactuava com a “ideologia de gênero”.

Lamentavelmente, vivemos tempos em que as escolas estão proibidas de ensinar o respeito ao próximo, uma vez que abordar as diferentes vivências da sexualidade humana e de percepções de si é visto como doutrinação, como imposição de comportamentos.

Tal atitude, além de obscurantista e eleitoreira, se coloca como mais um obstáculo a superação de sérios problemas que afetam diretamente a população LGBTI e nossa sociedade como um todo.

O Brasil é um dos países mais perigosos para quem é LGBTI no mundo. A cada 23 horas, uma LGBTI é morta no Brasil por lgbtfobia. A população LGBTI é mais suscetível a depressão e ao suicídio. A evasão escolar de crianças e adolescentes LGBTI é igualmente um problema sério, cuja origem também se encontra no preconceito e na violência.

Esse sim são problemas VERDADEIRAMENTE INADMISSÍVEIS, mas que infelizmente passam longe da lista de prioridades do atual governador.

Juliana Cardoso – Vereadora PT/SP